Tenha um sorriso perfeito sem constrangimento

 

Ter o sorriso perfeito é o sonho de muita gente. Sabe-se que o encaixe ideal dos dentes compromete não só a autoestima como também a mastigação. Porém, muitas pessoas evitam fazer o tratamento ortodôntico em função dos bráquetes metálicos que comprometem o visual. Além da vaidade, quem trabalha com o público ou tem a imagem como seu principal produto de venda (artistas, jornalistas, políticos, vendedores, comissários de bordo, executivos etc.), não pode utilizar o aparelho tradicional porque isso afetaria também a sua carreira. Ainda bem que hoje já existem alternativas para esse problema: os bráquetes estéticos.

Bráquetes são os quadradinhos do aparelho fixo que, colados aos dentes e tensionados por um fio condutor, alinham a arcada dentária de maneira com que os dentes fiquem retinhos, na posição onde deveriam estar. E são vários os tipos de bráquetes disponíveis no mercado. Vamos conhecê-los melhor?

 

Bráquetes estéticos de policarbonato

 

São aparelhos produzidos com uma resina plástica. São os mais baratos da linha estética, podendo custar até ¼ do valor dos demais aparelhos (porcelana e safira). No entanto, é o famoso “barato que sai caro” pois, por ser de plástico, ele acaba manchando com certos alimentos e para ficar mais resistente, é feito em um tamanho maior que os demais. Quem opta por esse material não pode pensar em consumir café, vinho, refrigerantes de cola e até mesmo cigarro.

 

Bráquetes estéticos de porcelana Infinity

 

Os aparelhos estéticos de cerâmica ou porcelana são mais resistentes que os de policarbonato e por isso, podem ser feitos em um tamanho mais discreto. Eles descolam com menos facilidade e não são fáceis de quebrar, no entanto, eles têm uma cor leitosa, que pode dar contraste se seus dentes não estiverem tão branquinhos. Esse material não mancha nem fica amarelado, dando mais liberdade para quem se submete ao tratamento ortodôntico.

 

Bráquetes estéticos de Safira Infinity

 

Os aparelhos fixos de Safira são considerados os mais modernos na categoria. São produzidos com uma porcelana monocristalina que é transparente e mais resistente. Esse material é tão translúcido que parece um cristal. Ele é mais resistente que o policarbonato e a cerâmica e apresenta pouco atrito com o fio condutor. Os bráquetes Vitrus Safira da linha Infinity, por exemplo, são tão transparentes que conferem uma estética inigualável ao paciente. Eles são menores que os dois modelos apresentados acima, ficando ainda mais discretos e possuem melhor acabamento. Esse material também não mancha nem amarela.

 

Bráquetes autoligados

 

Podem ser de cerâmica, metálico ou policarbonato. A diferença é que neste caso não se usa as borrachinhas que prendem o fio no bráquete. A vantagem é que se elimina a necessidade de troca frequente das borrachinhas, que mancham com o tempo e com a alimentação. Essa tecnologia tem um valor mais alto porque configura um tratamento mais rápido, menos dolorido e com menos visitas ao consultório.

 

Veja também: Bráquetes Estéticos, qual o modelo ideal? 

 

Publicado em Novidades Por

Presoti Comunicacao