Os 5 erros mais comuns na administração de clínicas odontológicas

Administrar uma clínica odontológica requer uma série de conhecimentos que vão além das suas competências técnicas adquiridas ao longo da faculdade, da especialização e da experiência como dentista. Como todo negócio, é precisa administrá-la com eficiência, pensar em todas as vertentes que impactam no sucesso do seu empreendimento: finanças, gestão de pessoas, satisfação do cliente, entre outras.

Como se trata de uma rotina bastante puxada, é comum cometermos alguns erros que até podem parecer insignificantes, mas que, quando somados, podem impactar significativamente nos resultados. É sobre estes erros que vamos falar neste post.

 

Finanças pessoais e empresariais misturadas

Você até pode ser o único dentista do consultório, mas tratar finanças pessoais e do consultório como uma só pode trazer vários problemas. Do ponto de vista pessoal, você pode investir dinheiro seu no consultório e acabar perdendo o controle das contas, endividando-se em virtude do negócio.

Do ponto de vista do consultório, você pode perder a noção de quanto retira do negócio e prejudicar sua performance financeira e a continuidade da clínica por estar gastando o lucro obtido com despesas pessoais.

 

Quantidade em detrimento da qualidade

Faturar é o objetivo de qualquer empreendimento, mas não significa que você deva comprometer a qualidade do atendimento ao paciente só para ganhar mais. Dimensione o tempo necessário para cada procedimento e baseie sua agenda nesta estimativa.

Uma simples avaliação leva 15 minutos, mas uma restauração pode levar 1 hora. Quando você tem noção do tempo dedicado a cada procedimento pode otimizar o seu tempo e o dos pacientes, evitando atrasos nas consultas, fator chave para a satisfação do paciente.

 

Falta de atualização nas técnicas e procedimentos

A odontologia avança a passos largos, assim como várias outras áreas de conhecimento que dependem de pesquisa e desenvolvimento para se manterem atualizadas. Se você não se mantém informado a respeito das inovações do mercado, acaba perdendo competitividade e deixa de atender bem aos seus pacientes.

Já pensou se ainda extraíssemos dentes por qualquer motivo? E se esse procedimento fosse feito com um alicate, sem qualquer tipo de preparo? Pois é justamente aí que mora o perigo da não atualização de técnicas e procedimentos. Se você pode tornar a vida dos seus pacientes mais fácil e agradável, por que não investir em novas soluções?

 

Recepção para “inglês ver”

Uma recepção linda, com móveis confortáveis e TV de 42 polegadas são ótimos chamarizes, mas não garantem a satisfação do cliente quando a recepcionista demora para atender ao telefone, está sempre ausente da mesa e não dá nenhum tipo de atenção para quem está à espera.

A recepção é a primeira impressão que fica guardada na memória do paciente, portanto, capacite suas recepcionistas e dê-lhes as ferramentas adequadas para promover um trabalho de excelência. Relacionamento com o cliente é essencial para que ele volte e se torne fiel à sua clínica.

 

Relacionamento zero

Como dissemos anteriormente, relacionamento é essencial para manter os pacientes sempre próximos. Mas ainda existem dentistas que tratam os pacientes com impessoalidade, sem se preocuparem efetivamente se eles terminarão o tratamento ou voltarão no próximo semestre para o acompanhamento.

Ao invés de pensar só no momento atual, pense no longo prazo. Estabeleça um canal de contato periódico com seus pacientes, o que pode ser feito por meio do e-mail marketing ou mensagens de SMS. Envie dicas, lembretes de retorno, conteúdos que sejam do interesse da sua clientela. Demonstre que você se preocupa com a saúde dos pacientes e ajude-os a prevenir doenças bucais.

Você concorda que esses erros podem minar a reputação da sua clínica e comprometer o sucesso do seu empreendimento? Comente!

Publicado em Novidades Por

Presoti Comunicacao