Bráquetes estéticos: qual o modelo ideal?

 

Ao diagnosticar a necessidade do uso de aparelhos ortodônticos, os dentistas frequentemente lidam com a rejeição dos pacientes que temem ter sua aparência prejudicada pelos famosos quadraditnhos metálicos na boca. No entanto, com a evolução dos acessórios na ortodontia, os profissionais da saúde bucal já podem oferecer soluções mais convenientes para seus pacientes, alinhando os dentes de forma discreta e sem traumas.

Isso é possível utilizando os bráquetes estéticos, que podem ser na cor do dente ou até mesmo invisíveis. Veja os prós e contras de cada um deles a seguir:

Bráquetes estéticos de Policarbonato

Prós:

Feito de resina plástica é uma solução estética para quem tem um orçamento mais apertado, pois é o aparelho mais barato da categoria. Tem uma cor leitosa, que se aproxima da cor do dente.

Contras:

A resina pode manchar no contato com alguns alimentos como café, refrigerantes de cola, vinho, corantes, entre outros. É importante alertar o paciente que ele deverá se restringir no consumo desses alimentos se quiser manter o aparelho na cor dos dentes.

Bráquetes estéticos de cerâmica

Prós:

São mais resistentes que o de policarbonato, feitos com cerâmica policristalina, de cor leitosa, esbranquiçada. Tem boa aderência e quase não descolam. Esse material não mancha com os alimentos 

Contra:

Por ser mais resistente e com melhor acabamento, é também mais caro. Apesar de o bráquete não manchar com o alimento, as borrachinhas mancham, havendo a necessidade de trocá-las constantemente.

Bráquetes estéticos de Safira

Prós:

É transparente e por isso se adequa melhor à variação das tonalidades dos dentes. É mais resistente que o de cerâmica e não apresenta muito atrito com os fios, se assemelhando ao bráquete de metal (que costuma gerar resultados mais rápidos). Esse material não sofre amarelamento ou qualquer alteração de cor.

O Bráquete Safira da linha Infinity apresenta ainda um diferencial para facilitar no posicionamento e na colagem e também posicionadores coloridos dentro do slot de cada peça.

Contra:

É o mais caro dos três. Além disso, tem o mesmo problema do bráquete de porcelana, isto é, apesar de não manchar com o alimento, as borrachinhas mancham e precisam ser trocadas frequentemente.

Independente do tipo de bráquete que você vai indicar tomando como base o diagnóstico, a arcada dentária do paciente, seu perfil e suas capacidades financeiras, é importante sempre oferecer produtos rigorosamente supervisionados pela Anvisa (se produzidos nacionalmente) ou submetidos a importantes órgãos reguladores, quando importados.   

Atualmente, sabe-se que produtos ortodônticos chegam ao mercado informal sem qualquer tipo de controle, causando intoxicações, alergias severas, alterações na gengiva e nos dentes, perda óssea do paciente e até a perda dos dentes.

Para assegurar a qualidade do seu trabalho e a segurança de seus pacientes, procure sempre trabalhar com fornecedores qualificados e com vasta experiência. A Orto Dente atua no mercado desde 1989 e foi a pioneira na especialidade ortodôntica em Minas Gerais onde consolidou a qualidade não só dos produtos, mas também do atendimento personalizado, atrelando a uma confiança ímpar no segmento. Na linha de bráquetes estéticos, representamos a linha Infinity Orthodontics, marca já consolidada internacionalmente. Conheça mais clicando aqui.

 

 

 

Publicado em Novidades Por

Presoti Comunicacao